Textos sobre Educação

Quais os benefícios de uma criança aprender Robótica?

Com um mundo cada vez mais tecnológico, aprender robótica desde a infância tem se mostrado uma excelente ferramenta de educação para as crianças. A prática ajuda a desenvolver o lado intelectual e cognitivo dos pequenos, além de promover a abertura de um grande leque de oportunidades no mercado de trabalho no futuro.

Ao mesmo tempo em que se divertem, mergulham no mundo da tecnologia e da criatividade por meio de aulas instigantes e interativas. A criação de jogos, softwares e aplicativos acontece de um jeito especial, envolvendo ainda mais os pequenos.

Ficou animado para oferecer esse aprendizado ao seu filho? Saiba que os benefícios não param por aí. 

Desenvolvimento do raciocínio lógico

Talvez essa seja uma das razões mais importantes pela qual o seu filho deve aprender robótica. O raciocínio lógico consiste na habilidade de organizar o pensamento para se chegar a uma conclusão ou resolver um determinado problema — e essa é uma das áreas mais estimuladas pela robótica.

Quando a criança aprende mais com as ferramentas proporcionadas pela educação tecnológica, ela consegue desenvolver qualquer atividade com maior autonomia e rapidez. Ou seja, ela vai crescer preparando o seu intelecto para um futuro repleto de desafios, que cada vez mais exigirá cidadãos com uma capacidade enorme de encontrar soluções ágeis e eficientes.

Apuração da escrita

Como o ensino da robótica estimula diferentes áreas do desenvolvimento infantil, é natural que a escrita também seja afetada. A educação tecnológica contribui para o favorecimento da motricidade e do estímulo à leitura e investigação.

Quem lê amplia o seu vocabulário e escreve melhor. Simultaneamente, o exercício manual funciona como um mecanismo que facilita o aprendizado da escrita. Assim, já que as atividades compreendem a execução de trabalhos manuais e estimulam a exploração, escrever corretamente acaba tornando-se uma consequência positiva natural.

Vale lembrar que, com o raciocínio lógico mais apurado, a estruturação das ideias faz com que as frases sejam transferidas para o papel de maneira coerente e de fácil entendimento. Com as habilidades em coerência, a coesão e a gramática andam lado a lado e são igualmente estimuladas.

Resolução de problemas com mais facilidade

A criatividade na resolução de problemas é muito importante, mas não é o único fator a ser considerado. Aprender robótica não se resume a soluções diferenciadas: a agilidade na construção desses pensamentos também deve ser considerada.

Isso porque encontrar uma resposta com facilidade pode ser um grande indicativo do quanto a criança está preparada para um futuro promissor. Ao se deparar com desafios diversos, a percepção da criança sobre o mundo ao seu redor aumenta e, consequentemente, seu conhecimento também.

Todos esses elementos são decisivos para que o pequeno indivíduo se transforme em um adulto preparado para as adversidades futuras que podem se apresentar. A habilidade de resolver problemas é uma das características mais requisitadas em qualquer área de atuação profissional.

Maior senso criativo ao aprender robótica

Quando discutimos as características de uma criança, é comum que a criatividade e a imaginação estejam entre as primeiras particularidades infantis a serem lembradas. Esses dois traços de personalidade dos pequenos são incríveis e devem ser explorados positivamente para o seu próprio desenvolvimento.

Muitas crianças, ao serem estimuladas a encontrar respostas criativas para problemas e questionamentos reais, acabam por desenvolver ainda mais essas habilidades. Durante o aprendizado de tecnologia, os exercícios tendem a fazer com que o aluno escolha sempre uma solução inteligente para os desafios do seu cotidiano.

Fortalecimento do aprendizado em outras disciplinas

Ao aprender robótica, a criança entra em contato com diversos tipos de problemas que estão correlacionados. Questões de mecânica, eletrônica, física, matemática — e até mesmo português ou biologia — podem ser trabalhadas, dependendo do robô.

A educação tecnológica compreende uma série de instrumentos para o aprendizado que pode variar de acordo com a faixa etária e o contexto pedagógico a ser trabalhado. Brinquedos que envolvem eletrônica, kits educacionais e até mesmo a montagem de pequenos robôs permitem que todas as esferas sejam contempladas.

O apoio pedagógico, o material didático e a plataforma utilizada para os estudos fazem com que esses alunos se familiarizem com números, novas palavras e curiosidades gerais apresentadas. Dessa forma, eles absorvem o conteúdo teórico e conseguem aplicá-lo na prática com mais facilidade.

Imagine que hoje o seu filho possa montar um robô que simula o pulo de um grilo e o projeto inicie com um vídeo apresentando o animal e o meio em que vive, reforçando o ensino de Ciências. Na próxima aula, ele vai precisar exercitar a matemática e fazer cálculos para tirar um projeto do papel. Não é demais?

Até mesmo a língua inglesa é trabalhada nesse processo. Muitos dos termos presentes no mundo tecnológico ainda não têm tradução, fazendo com que a criança conheça novas palavras, desenvolva a dicção e aprenda naturalmente a pronúncia correta da combinação de letras, sílabas e palavras.

Participação no mundo digital

A revolução digital é uma realidade — e esse é um assunto bastante sério. A tendência é que algumas profissões desapareçam, enquanto outras sejam fortalecidas e, até mesmo, criadas. Grande parte delas está relacionada com a tecnologia! Quem se preocupa com o futuro dos filhos deve estar atento a esse novo molde do mercado de trabalho. Felizmente, a educação tecnológica pode desenvolver os pequenos para esse conceito que vem se formando.

Com o andamento das aulas, os alunos são apresentados a noções básicas de linguagens de programação, conhecendo um pouco sobre o que é necessário para que um projeto possa ser executado. Nesse processo, as crianças se familiarizam com os conceitos lógicos implementados por meio de códigos, levando a presença dos serviços digitais para o seu cotidiano e aprendendo como empregar a tecnologia de forma empoderada e ativa.

Essa prática vai além do preparo para o mercado de trabalho e a capacitação para o futuro profissional. Quando em contato direto com a rede mundial de computadores, eles aprendem que a internet não é um terreno totalmente seguro e conhecem os mecanismos para se proteger das mais variadas ameaçadas apresentadas.

Benefícios no desenvolvimento pessoal

Quando crescemos, não é apenas o lado profissional que nos satisfaz. Esferas pessoais desalinhadas podem causar inúmeros problemas e desconfortos no futuro. Nesse sentido, a educação tecnológica também é capaz de promover o desenvolvimento de algumas características pessoais importantes para o crescimento e a evolução como seres humanos.

Organização, comprometimento e sociabilidade, por exemplo, são elementos fortemente trabalhados por meio do ensino da robótica. Veja abaixo:

Organização e disciplina
Para que um projeto funcione corretamente, é necessário um planejamento bem estruturado e seguido à risca. A criança percebe que, se for organizada e disciplinada desde a etapa de planejar até a de executar, consegue atingir os resultados esperados com mais facilidade, o que acaba se tornando um hábito.

Comprometimento e resiliência
Mesmo com disciplina e organização, erros podem acontecer e alguns projetos não funcionarão como deveriam. Diante de uma situação dessas, é preciso encarar o desafio com certa maturidade, rever o que pode ser feito e adequar os processos para que o trabalho seja melhorado e atinja o efeito esperado.

Socialização e trabalho em equipe
Aprender robótica não é uma prática exclusivamente individual. Normalmente, as aulas são realizadas para grupos, em que cada membro da equipe fica responsável por uma função. Para que o projeto saia do papel, é necessário que os integrantes conversem entre si e respeitem as funções preestabelecidas.

Desenvolvimento da curiosidade
No passado, crianças curiosas já foram vistas como inconvenientes. Contudo, essa é uma característica fundamental para o aprendizado infantil e a educação do seu filho.

É por meio dos questionamentos que os pais descobrem os interesses dos pequenos, o que estão vivendo fora do alcance dos seus olhos e em quais pontos podem e devem ser estimulados. A robótica desperta esse sentimento de forma natural por meio de questões como as que listaremos a seguir.

- Por que eu devo colocar essa peça e não outra?
- O que vai acontecer se eu desconectar essa peça desse lugar?
- Depois de estruturar o meu robô, o que eu faço se ele não funcionar?

Ao ser estimulada nas aulas, a criança reflete esse comportamento no dia a dia. Além de despertar o senso de investigação, também se aproxima dos pais por meio das perguntas.

Aumento do interesse pelo aprendizado

Tanto as características aqui apresentadas quanto os benefícios levam a um só caminho: o de tornar o aprendizado mais prático, dinâmico e interessante para esses pequenos seres em formação.

Aliado ao modelo tradicional, em que as crianças mergulham no universo escolar dos livros didáticos, literários e da lição de casa, o ensino de robótica pode fazer com que elas entendam que são capazes de construir algo com a ajuda de seus conhecimentos e percebam o quanto são capazes de produzir com o que aprendem na escola e no dia a dia.

A consequência só poderia ser o aumento do interesse em aprender cada vez mais, despertando o encanto pelos estudos e o prazer pelo cumprimento das obrigações diárias. Além disso, a criança que é estimulada pela educação tecnológica também tem grandes possibilidades de melhorar o desempenho escolar.

A constante busca por novos conhecimentos, novidades e coisas interessantes faz com que os pequenos se transformem em adultos sábios e capazes de sugerir projetos e soluções inovadoras.

Aprender robótica é uma atividade que está intimamente relacionada com as vantagens e os objetivos apresentados neste artigo. A educação tecnológica proporciona o desenvolvimento e a preparação para diferentes desafios.

Fonte: Ctrlplay

Compartilhe

Comentários